Os desafios dos Correios nos próximos anos

Os próximos anos trarão para a ECT grandes desafios, como a maior concorrência, inclusive com a participação crescente no Brasil da presença de grandes operadores internacionais, e a progressiva substituição da comunicação escrita pela eletrônica.

Para se manter competitiva, a ECT precisará melhorar continuamente seus processos e ganhar velocidade e flexibilidade para se adaptar rapidamente às mudanças no mercado. Precisará, também, de um corpo funcional motivado e com boas condições de trabalho.

Nesse contexto, o papel do Conselho de Administração se torna ainda mais importante, já que caberá àquele colegiado deliberar sobre temas como o planejamento estratégico, a política de investimentos, a criação de subsidiárias ou aquisição de participação em outras empresas e a própria avaliação de desempenho da Diretoria Executiva.

Podemos ter um Conselho de Administração que inspire e desafie a ECT e sua Diretoria Executiva a buscarem uma posição mais competitiva no mercado, sem descuidar do bem estar de seus empregados e de sua missão de universalizar a prestação de serviços postais básicos.

Para compor esse conselho e assegurar que as expectativas e visões dos trabalhadores sejam sempre consideradas nas decisões, precisamos ter lá um representante com conhecimento, competência, coragem e vontade de atuar firme junto a seus pares.

Neste segundo turno, você tem a oportunidade de fazer a melhor escolha, votando numa chapa com todas essas características: a chapa nº 3UNIÃO PARA FAZER ACONTECER, formada pelos trabalhadores Marcos César e Carlos Barbosa. Com eles no Conselho de Administração, estaremos bem representados, desde o primeiro dia.

Deixar comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *